6 de março de 2009

Orgulho de mãe

Às vezes, o modo como começamos o dia é o prenúncio se vai correr bem ou não.

Hoje, esse às vezes manifestou-se da seguinte maneira:

Tinha acabado de acordar e, como sempre, a minha Bai saltou da cama da minha irmã para o chão (dormimos num beliche; eu em cima) e começou a chamar, ganindo e ladrando. Estiquei o braço. Ela voltou para a cama da minha irmã para dar o seu beijinho à mãe mas, rapidamente, foi de novo para o chão, continuar a sua cantiga matinal. Isto repetiu-se mais duas vezes, até sentir um pequeno abanão na cama. Não é que a cadela subiu os quatro degraus do beliche para vir ter comigo? Apenas precisou de um pequeno apoio no terceiro degrau porque estava a desequilibrar-se (nem quero imaginar o que teria acontecido se tivesse caído O.o), mas isso não tira o mérito à Baizinha, por ter ultrapassado as nossas expectativas, no que diz respeito às suas habilidades, diga-se de passagem, frequentemente testadas. xP

Depois, era vê-la aos saltos, toda contente, radiante por ter atingido o seu objectivo. =')

... Logo, o meu dia correu muito bem. :)

Moral da história: Quando se quer realmente uma coisa, consegue-se! ^^''


Photobucket

4 outra(s) inspiração(ões):

Sofia Freitas disse...

Sim isso é mesmo verdade =)

Ainda bem que gostas t da nova car a do meu blog... apeteceu-me mudar...

Já te pus nos blogs amigos =)

Bjo gde ****

Raquel disse...

A minha dídi é tão fofa!!!!

=,)

^-^ bjs******

Cláudia disse...

Que querida :') Parabéns, sua mãe babada :P

Pinto RP disse...

POBRE CADELA ATÉ DEGARAUS TEM QUE SUBIR PARA IR TER COM A DONA LOL